O que são Doshas

Na visão da Ayurveda, todo o Cosmos é uma interação da energia dos cinco elementos – Éter, Ar, Fogo, Água e Terra, que  atuam sobre três princípios básicos energéticos, os quais estão presentes em toda a natureza. Estes são denominados Doshas ou DNA energético.

Dosha significa literalmente em Sânscrito, “impureza, erro ou aquilo que desequilibra”. Entretanto, dentro do contexto em Ayurveda, a definição para Dosha utilizada nos textos de Charaka e Sushruta, segue um outro significado. Assim, Dosha significa Organização. Quando os Doshas estão equilibrados, eles mantém uma psico-fisiologia harmoniosa. Porém, no momento em que eles entram em desequilíbrio, poderão intoxicar, poluir ou “viciar” os Dhatus (tecidos). Neste momento eles se transformam em Doshas (aqui se aplica o significado de Impureza). Dosha é o que desequilibra, então afeta os tecidos, gerando doenças.

Porém, de forma saudável, Dosha significa os três princípios que governam as respostas psico-fisiológicas e as mudanças patológicas. Os cinco elementos básicos manifestam-se no corpo humano como três princípios ou humores, conhecidos como Tridosha. O microcosmo possui três energias principais: Vata, Pitta e Kapha. Elas são formas ativas e são representadas nos seres vivos como os cinco grandes elementos: Vata surge do ar e do som (éter); Pitta surge do fogo e da água e Kapha surge da água e da terra. Os três Doshas são como forças sutis, criadas pela natureza para permitir a existência da vida corpórea. Não pertencem à realidade do plano físico; por isso, não é nada surpreendente que seja fácil e rápido perturbá-los.

Assim como as necessidades físicas do corpo (urina, fezes e suor), também Vata, Pitta e Kapha só podem manter o corpo saudável quando fluem continuamente fora dele, mantendo seu equilíbrio recíproco. A urina é um importante veículo para livrar o corpo do excesso de Kapha; o suor arrasta o excesso de Pitta e as fezes, do excesso de Vata. A adequada eliminação dessas substâncias, ajuda a manter os níveis saudáveis dos Doshas dentro do corpo. Só quando Vata, Pitta e Kapha se desequilibram, surge a enfermidade.

É necessária a energia para criar movimento, para que os fluídos e nutrientes possam estar nas células, permitindo o funcionamento do corpo. Energia é também necessária, para metabolizar os nutrientes nas células e ser utilizada para lubrificar e manter a estrutura celular.

                       VATA                                     PITTA                                KAPHA

Ar e Éter                               Fogo e Água                       Água e Terra

Energia do Movimento           Energia da Transformação       Energia da Estrutura

Em Ayurveda, corpo, mente e consciência trabalham em conjunto para a manutenção do equilíbrio. Eles são vistos simplesmente como diferentes facetas do mesmo indivíduo. Para aprender como equilibrar as três áreas é preciso entender como Vata, Pitta e Kapha trabalham juntos.

Cada Dosha é composto por todas os 5 elementos, entretanto, dois elementos são predominantes em cada um. Eles representam as bases da Ayurveda. O conceito dos princípios – vento, bile e fleuma – encontrado na medicina Grega do passado, é uma alusão inspirada na Medicina Ayurveda.

Os três Doshas permitem que os planos espiritual e mental da existência se expressem por mediação do corpo físico.

  • Vata está a cargo de tudo o que se movimenta no corpo e na mente. A causa de qualquer movimento, desde o de uma molécula até um pensamento, é Vata quem controla.
  • Pitta está a cargo de todas as transformações do organismo. A assimilação dos alimentos pelo intestino, da luz pelos olhos, os dados sensoriais pelo cérebro, são exemplos de atividades de
  • Kapha é a influência estabilizadora do ser vivo, lubrifica, mantém e contém suas diversas atividades, tal como as de Vata e Pitta, estão inter-relacionados.

A menor célula do corpo tem uma estrutura tão complexa quanto qualquer organismo; ingere alimentos, os digere e expulsa os resíduos do processo. A vida é inconcebível sem estas três atividades: movimento, metabolismo e estabilidade ou energia cinética (Vata), energia potencial (Kapha), e força que regula a conversão de um elemento ao outro (Pitta). Tanto o combustível(Kapha) como algo que acenda (Pitta) e o ar que alimenta a combustão (Vata), são essenciais para acender o fogo. Se qualquer um deles faltar, a chama não se acenderá.

VATA: A composição sutil entre Éter e ar representa a energia associada ao movimento. Vata governa a respiração, o piscar dos olhos, os movimentos dos músculos e tecidos, a pulsação do coração e todos os movimentos nas membranas celulares. Ele impulsiona o alimento através do tubo digestivo; se o trânsito é demasiado lento ou demasiado rápido, a digestão, a assimilação e a eliminação se ressentirão.  Contribui também para a combustão do alimento, ao soprar sobre certos órgãos para favorecer a secreção de sucos gástricos.  Se o vento é insuficiente, significa insuficiência das secreções; quando há excesso de vento, o fogo será apagado. No cérebro, Vata se encarrega da memória, do movimento dos pensamentos, desde o armazenamento até a consciência do momento presente e volta ao arquivo.

PITTA: Ele decompõe os alimentos, preparando-os para assimilação; o excesso ou a insuficiência de Pitta dificulta este processo. No cérebro, Pitta controla o conhecimento, a transformação da matéria prima (dados sensoriais) no pensamento; como discernimento, a comparação dos pensamentos dá uma conclusão como resultado.

KAPHA: Lubrifica o intestino, as articulações e protege os órgãos; igual a uma panela contém os alimentos e mantém o fogo digestivo; o transtorno de Kapha quebra os resultados da digestão. No cérebro, Kapha proporciona a estabilidade necessária para que a mente funcione de forma coerente. Quando os três Doshas atuam juntos em harmonia, a mente se harmoniza; e quando estão desequilibrados, a mente se desequilibra.

“A perturbação destas forças essenciais cria perturbações emocionais:

 no caso de Vata, especialmente medo e ansiedade; em Pitta, sobretudo a raiva e a inveja e

 em Kapha, principalmente avidez e apego excessivo.”

As emoções refletem-se diretamente do corpo físico; e as flutuações corporais alteram as emoções.  Os cientistas têm demonstrado que quando uma pessoa modifica sua expressão facial, essa nova posição adotada pelos músculos, modifica o fluxo do sangue nas diversas partes do cérebro, modificando efetivamente o funcionamento da consciência. Por exemplo, se conseguirmos que uma criança enfurecida sorria, mesmo que seja um pouco, em geral ela deixará de fazer birra. Desta maneira, existe continuamente uma influência recíproca entre os diferentes níveis de nosso ser.

  • Vata – é seco, frio, ligeiro, móvel, claro, áspero e sutil.
  • Pitta – é ligeiramente oleoso, quente, intenso, ligeiro, fluído, ácido ou fétido, móvel e líquido.
  • Kapha – é oleoso, frio, pesado, estável, pegajoso, suave e brando.

Características partilhadas pelos Doshas:

Ligeiros-             Vata e Pitta

Lento e Pesado- Kapha

Frios–                 Vata e Kapha

Quente–              Pitta

Úmidos–             Pitta e Kapha

Seco–                 Vata

OBS: Quase sempre, o que é seco aumenta Vata; o que é quente aumenta Pitta e o que é pesado aumenta Kapha.

As diferenças na consciência do ser humano crescem de acordo com o seu ambiente, seja ele rural ou urbano. Menciona-se que climas úmidos com montanhas tropicais e chuvas geram desequilíbrio de Kapha e doenças como resfriados e tosses. Enquanto que os locais quentes e áridos, com pouca água, quase sem chuvas produzem desequilíbrio de Vata e Pitta. Lugares que são considerados pacíficos,  equilibram os três Doshas.

O arroz inflado é seco, frio, ligeiro e áspero, portanto,  o abuso de arroz inflado tende a aumentarVata.  O óleo de mostarda é oleoso, quente, intenso, fluído, de forte odor e líquido, portando, aumenta Pitta. O iogurte, que é cremoso, frio, pesado, pegajoso, suave e brando, é a imagem deKapha; ele acrescenta Kapha ao corpo.  Todas as substâncias e todas as atividades aumentam ou diminuem os Doshas de acordo com suas características. Os cinco elementos, tal como se expressam por mediação de Vata, Pitta e Kapha, são essenciais para a vida; e juntos criam a saúde ou a doença.

Nenhum Dosha pode produzir nem manter a vida; os três devem colaborar, cada um com suas características próprias.

CARACTERÍSTICAS FÍSICO-MENTAIS DOS DOSHAS

Vata – As pessoas Vata movem-se com rapidez; são rápidas para aprender e para esquecer; rápidas para entusiasmar-se e para perder o entusiasmo. Mudam, falam e variam de opinião e de humor rapidamente.  Até seu corpo muda com rapidez; por exemplo: ganham peso com dificuldade e perdem com grande intensidade; há dias em que digerem bem os alimentos e em outros não;  têm seu sono bastante irregular, às vezes dormem profundo como também podem passar noites sem dormir.  Como seu corpo, sua mente tende a ser inconstante e instável; são pessoas inquietas, tanto mental quanto fisicamente. Quando seu nível energético é alto, falam sem parar, se preocupam, pensam e fazem qualquer coisa para chamar a atenção, atrair profundamente, até que se esgote a energia.

Então, necessitam de tempo para acumular mais energia, e finalmente saem para gastá-la. Geralmente as pessoas de predominância Vata conseguem recuperar sua energia quando dormem ou comem, desde que seja feito de forma integral. Se a tentativa de dormir ou comer for de forma incompleta ou interrompida, isso dará a pessoa Vata muita instabilidade, pois ela não reabasteceu completamente o seu tanque de combustível. Esse combustível só pode ser utilizado se o tanque estiver cheio.

As pessoas Vata demoram para tomar decisões, e com freqüência sofrem com moléstias por gases, constipação intestinal e frio nas extremidades.

O excesso do ar de Vata faz seu corpo tornar-se muito seco; a pele tende a rachar e as articulações, a ranger. Por serem de sangue mais frio detestam o clima frio e se encantam com a luz do sol.

Por ter como característica principal a instabilidade e a inconstância, Vata  é o Dosha mais difícil para ser mantido em equilíbrio.

FUNÇÕES FISIOLÓGICAS NORMAIS DE VATA:

  • Apropriada regulação de todas as atividades do corpo.
  • Aptidão para a concepção. Desenvolvimento saudável do feto. Parto natural.
  • Atividades normais de digestão e secreção.
  • Atividade mental; controle e guia de processos mentais.
  • Bom controle dos órgãos de percepção e das reações dos órgãos executivos.
  • Estímulo da digestão e da secreção dos sucos gástricos digestivos.
  • Desejo de liderança para agir de forma ativa; vitalidade e excitação natural.
  • Coordenar o excesso de descarga patológica provocada pelos outros dois Doshas.
  • Manter a respiração regulada.
  • Reforço do fluxo da vida.

DESEQUILÍBRIOS TÍPICOS DE VATA:

  • Todos os tipos de doenças ligadas aos nervos e músculos.
  • Convulsões e cãibras.
  • Paralisia (devido a Vata reduzido).
  • Todos os sintomas negativos da deficiência das vitaminas do complexo B.

Desequilíbrio: prisão de ventre, diarréia, gases, cólicas intestinais, colite, moléstias genito-urinárias, problemas menstruais, inchaço da próstata, disfunções sexuais, dores lombares e espasmos musculares.

Pitta            

 As pessoas Pitta são eficientes, precisas e ordenadas tanto mental quanto fisicamente.  Tendem a odiar o calor, preferem os climas frescos e os alimentos refrescantes, a menos que sejam viciados pela excitação. Sua pele é quente e suave; propensa a verrugas, manchas, rugas e irritações.  Os cabelos tornam-se cinza e caem mais cedo. São pessoas firmes, decididas, e com freqüência inconscientemente, tratam de impor sua vontade ao próximo; encantam-se em comer e competir.  Como são facilmente irritáveis, tendem a ser intolerantes com os desacordos e os desejos dos demais; são impacientes com o que é lento e ineficiente; dão muito valor a regularidade e tendem ao perfeccionismo, que pode se manifestar como uma atitude crítica  de si mesmo e aos demais. São pessoas enérgicas e eficientes, e são tão obsessivas com aquilo que fazem bem, que podem sacrificar qualquer coisa pelo êxito.  Quando estão equilibrados, seu calor natural é um ânimo; de outra maneira, e especialmente quando têm fome o calor se converte em raiva. A maior parte de suas enfermidades é criada tanto pelo calor físico, como o mental.

 FUNÇÕES FISIOLÓGICAS NORMAIS DE PITTA:

  • Ativação e regulação da digestão.
  • Preserva a visão.
  • Regula a temperatura do corpo.
  • Define a cor da pele.
  • Coragem.
  • Disposição feliz.
  • Colore o sangue.
  • Capacidade intelectual.
  • Altos ideais.

 DESEQUILÍBRIOS TÍPICOS DE PITTA:

  • Digestão deficiente; aumento da produção dos sucos gástricos.
  • Queimação, gastrite, úlcera estomacal, dificuldade para comer.
  • Respiração pesada, desagradável odor no corpo.
  • Cor avermelhada na urina e nas fezes.
  • Inflamações e infecções.
  • Visão nublada.

Kapha

As pessoas Kapha gostam da vida lenta e relaxada. Tendem a sofrer aumento de peso com facilidade e custam muito para perdê-los. Seus tecidos são geralmente firmes e são bem nutridos e saudáveis. Dormem profundamente, e pela manhã, são muito lentos para se movimentarem. Comem, caminham e falam lentamente. Sua digestão é lenta e seu metabolismo é fraco; por isso, a sua tendência para engordar. Aprendem com lentidão, mas como os elefantes, têm boa memória para as atividades antigas, mas pouca memória de coisas recentes. Não gostam do frio úmido e tendem à congestão nos seios nasais e em outras partes do corpo onde concentram muitos mucos. Sua energia é superior a dos outros tipos e podem fazer jejum prolongado de alimentos sem se perturbarem; ao contrário de Pitta que só pode fazer jejum curto e Vata, que nem deve fazer. Atraem sem esforço a prosperidade e é provável que desfrutem do acúmulo de riquezas.

 FUNÇÕES FISIOLÓGICAS NORMAIS DE KAPHA:

  • Lubrifica e umedece.
  • Dá firmeza às articulações.
  • Dureza e estabilidade.
  • Fortifica o caráter e a determinação.
  • Serenidade nos empreendimentos.
  • Tônus muscular firme.
  • Potência sexual.
  • Força física.
  • Compaixão e livre de inveja.

DESEQUILÍBRIOS TÍPICOS DE KAPHA:

  • Desordens respiratórias.
  • Aumento da produção de urina, fezes e saliva.
  • Desordens digestivas.
  • Metabolismo pobre.
  • Redução da capacidade mental.
  • Fraqueza e letargia.
  • Repentinas mudanças de gosto. 

Aspectos físicos e de comportamento dos doshas

Aspecto Vata Pitta Kapha
Ossatura Fina moderada grossa
Peso Baixo moderado pesado
Pele seca, fria, áspera, escura macia, oleosa, morna, pálida, avermelhada ou amarelada grossa, oleosa, fresca, pálida e branca
Cabelo preto, seco, enrolado macio, oleoso, loiro, castanho ou ruivo grosso, oleoso, ondulado, escuro, brilhante
Dentes protuberantes, tortos, frágeis tamanho moderado, amarelados e  gengiva macia fortes e brancos
Olhos pequenos, secos, marrom ou preto penetrantes, agudos, verdes, cinzas ou amarelos grandes, atrativos, azuis com cílios grossos
Apetite variável, escasso bom, intolerável, excessivo lento mas estável
Sabores doce, azedo, salgado doce, amargo, ácido picante, amargo, ácido
Sede Variável excessiva rara
Eliminação seca, dura, constipada macia, oleosa e solta grossa, oleosa, pesada e lenta
Atividade física muito ativo moderada letárgico
Mente incansável e ativa agressiva, e inteligente calma e lenta
Temperamento emocional temeroso, inseguro, imprevisível agressivo, irritável, e ciumento calmo, apegado e avarento
Mutável fanática estável
Memória boa memória recente e pobre memória remota aguda lenta mas prolongada
Sonhos temerosos, voando, pulando, correndo fogo, ira, violência, guerras aquosos, rios, oceanos e lagos, românticos
Sono raro e interrompido pouco mas profundo pesado e prolongado
Fala Rápida aguda e cortante lenta e monótona
Status financeiro pobre e gasta muito dinheiro rapidamente moderado, gasta em luxurias rico e gasta muito com alimentação
Pulsação como a de uma cobra fraca moderado e pula como um sapo lenta e se move como um cisne